Governança

A governança do Open Delivery é formada por uma instância superior chamada de Conselho de Governança e por Comitês Temáticos.

O Conselho de Governança é integrado pela Abrasel e um conjunto de organizações por ela convidadas, que tenham atuação e/ou interesse correlato ao mercado de delivery e sua cadeia produtiva.

Constituído, o Conselho delibera sobre as regras de convivência e procedimentos, sendo observados os objetivos principais. O Conselho é soberano em suas deliberações podendo, inclusive, decidir sobre sua permanência ou não sob a coordenação da Abrasel.

Os Comitês Temáticos são instâncias de discussão de matérias específicas relacionadas com o Open Delivery. Os Comitês Temáticos de Implantação, também chamados de Comitês Natos são o (1) técnico (cardápio e pedido, logística, contrato e conciliação financeira); (2) compliance e legalidade; (3) regulatório, (4) estratégia.

COMPETE AO CONSELHO DE GOVERNANÇA:

I- deliberar e aprovar o Regulamento e eventuais outros códigos e políticas

necessários ao adequado funcionamento do Open Delivery;

II- instituir e destituir os Comitês Temáticos e os Squads;

III- deliberar sobre as propostas, sugestões e reports formulados nos

Comitês Temáticos e nos Squads;

IV- aprovar o cronograma de trabalho dos Comitês Temáticos e dos Squads;

V- nomear o Coordenador do Conselho de Governança; e

VI- deliberar sobre o ingresso de novos Membros-Sponsors e Membros-Parceiros no Conselho de Governança.

COMPOSIÇÃO DO CONSELHO DE GOVERNANÇA

O Conselho de Governança é composto da seguinte maneira:

– Criadora: Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel;

– Co-Criadores: aqueles que, em conjunto com a Abrasel, colaboraram na

criação e no desenvolvimento do Open Delivery, e não detêm direito a voto

nas deliberações do Conselho;

– Membros-Parceiros: aqueles que, sem o compromisso de patrocínio, contribuem com conhecimento e know-how técnico ao Open Delivery, e não detém direito a voto nas deliberações do Conselho;

– Membros-Sponsors: empresas que, com compromisso de patrocínio, contribuem com conhecimento ao Open Delivery, com direito a voto nas deliberações do Conselho;

– Coordenador: aquele a quem compete coordenar os trabalhos do Conselho de Governança e dos comitês, sendo o principal responsável pela condução dos trabalhos do Open Delivery, podendo ser membro do Conselho de Governança.

COMPETE AOS COMITÊS TEMÁTICOS:

Discutir as matérias de sua competência, propor soluções e levar as proposições ao Conselho de Governança, sempre buscando o consenso.

Os Comitês Temáticos podem ser subdivididos em Grupos de Trabalho, aos quais são vinculados, para fins de otimizar discussões, estudos e proposições referentes a temas específicos dentro da competência do Comitê.

Sem prejuízo da criação de outras modalidades de Comitê, conforme deliberado pelo Conselho de Governança, fica estipulada a seguinte organização dos Comitês Temáticos:

a) Comitês Técnicos: Fóruns de estudos, debates e deliberação acerca da elaboração, desenvolvimento, revisão e aprimoramento de documentações padrão de API.

b) Comitê de Regulação: Fórum de estudos, debates e encaminhamento de sugestões, propostas e posição acerca de boas práticas de regulação e autorregularão no âmbito do ecossistema de delivery.

Os Comitês Técnicos são organizados e instituídos para fins de estudar a necessidade, a viabilidade e as melhores opções de protocolo (conteúdo) e arquitetura (comunicação) de documentação de API atrelado a etapas e jornadas na dinâmica de delivery.

Após o lançamento da documentação de API, o Comitê Técnico pode funcionar como fórum de acompanhamento, esclarecimento de dúvidas, revisão e aprimoramento da documentação, sem prejuízo das atividades a serem desempenhadas pelos Squads.

Participaram das reuniões dos Comitês Técnicos e regulatórios, empresas nacionais e multinacionais especializadas nos temas dos padrões do Open Delivery.

No total foram 200 reuniões, abrangendo o Conselho de Governança, 6 comitês, 5 grupos de trabalho, totalizando 330 pessoas envolvidas nessa grande construção.

O projeto seguiu com a estrutura de governança apresentada acima até dezembro de 2021. Em dezembro estruturamos o comitê de estratégia para pensarmos no futuro do Open Delivery para 2022. Vimos a necessidade de uma restruturação da governança pois passamos por uma fase de finalização da construção dos padrões do Open Delivery, em que lançamos os padrões para beta testes, para uma fase de manutenção desses padrões quando lançamos a versão V1.0.0 dos padrões de cardápio e pedidos. Sendo assim, a governança foi reestruturada em Squads com responsáveis por processos específicos, conforme imagem abaixo.

Foram instituídos os seguintes Squads para acompanhamento, suporte, gerenciamento, engajamento e desenvolvimento do Open Delivery: (i) Técnico; (ii) Comunicação; (iii) Captação de Participantes; (iv) Investidores- Sponsors; (v) Suporte; (vi) Gestão; e (vii) Compliance.

Cada Squad é liderado por responsável escolhido pelo Coordenador, após prévia apresentação da aprovação do Conselho de Governança.

Os Squads conduzem suas atividades de modo a atender aos objetivos que motivaram sua constituição, devendo apresentar ao Conselho de Governança reports a respeito dos objetivos traçados, cronograma dos trabalhos a serem realizados e a sua evolução.

Aplica-se as mesmas regras e procedimento das reuniões dos Comitês Temáticos nas reuniões do Squad que tenham natureza deliberativa.